PT | EN


Google+: a nova rede social está aí.
- 06/07/2011
voltar
A Google lançou recentemente um novo projecto, o Google+, que apesar de se encontrar em testes e limitado a um grupo de pessoas (nesta primeira fase apenas pode entrar por convite). Esta é mais uma resposta da Google à febre das redes sociais, podendo ser um sério concorrente ao Facebook.

A Plako está a preparar a chegada a 100% do Google+, trabalhando em novos módulos que possam ser integrados com esta rede social. Brevemente surgirão novidades que vão permitir que os projectos tirem o máximo partido desta nova aposta da Google.

O Google+ apresenta funções inovadoras, algumas bastante diferentes do que estamos habituados a ver nas redes sociais. Trata-se, no fundo, de uma rede social que aposta na convergência, adicionando, por exemplo, o vídeo ao conceito.

"Introducing a few new thoughts on sharing" ("Apresentando novas ideias sobre partilhar", em português) é o lema do Google+. E, na realidade, as redes sociais são isso mesmo, partilhar. O Google+ apresenta quatro grandes áreas: Circles, Sparks, Hangouts e Mobile.

Circles é, basicamente, uma ferramenta que permite agrupar os contactos em círculos, controlando a informação partilhada entre cada grupo, isto é, cada círculo tem acesso a um conjunto de informação que não é necessariamente o mesmo de outro círculo criado pela mesma pessoa. Permite "categorizar" as pessoas de acordo com as relações que temos com elas (ex. Trabalho, Escola, Cidade, etc).

Sparks consiste na partilha de informação - como vídeos, fotografias, notícias... - com uma particularidade. Esta informação pode estar dividida por temas (por exemplo Fotografia a preto e branco) e os contactos que partilham o mesmo interesse "juntam-se" a esse tema. Assim, há uma partilha mais apaixonada de informação, já que esta irá ter, seguramente, a alguém que realmente se interessa por aquele tema.

Hangouts é a grande novidade da Google relativamente ao Facebook, em particular. É a possibilidade de utilizar a videoconferência, independentemente do número de utilizadores. Aposta na comunicação "cara-a-cara" e permite encontros casuais, basta que alguém esteja disponível (a mensagem "X is hanging out" aparece) e qualquer contacto pode adicionar-se à conversa se desejar.

Na secção Mobile, existem duas vertentes. Por um lado facilita a partilha de fotografias, directamente do telemóvel. Por outro apresenta uma funcionalidade interessante chamada Huddle, em que um grupo pré-definido de pessoas pode conversar em tempo real, de modo a resolver, por exemplo, indecisões relativas ao filme que o grupo vai ver no cinema. Bastante útil para lidar com imprevistos e comunicar com todo o grupo ao mesmo tempo.

Como referimos, o Google+ encontra-se ainda em fase experimental, mas prevê-se o seu lançamento para breve. Segundo o site TechCrunch, o Facebook encontra-se também a preparar o lançamento de videoconferência, o que poderá ser uma resposta à ameaça da Google.


Topo voltar Enviar por email Imprimir
© Copyright 2004- Plako